Sunday, 13 March 2011

resignação

pelo vento que passou, mas não devastou
pelo tempo que consumiu, mas não resultou
pelas palavras proferidas, mas que não construíram
por essa paz que invade, mas nem sempre tranquiliza.

1 comment:

Jaime A. said...

a intranquilidade sempre,
nada é adquirido, tudo passa...