Wednesday, 8 December 2010

Não há como pensar em fazer poesia sem desfazer uma parte de si.

2 comments:

Rafael said...

Sempre deixamos um pedacinho no que escrevemos... vamos nos desfazendo a cada sílaba!!!

Rodrigo Cáceres Lopes said...

Ultimamente penso em largar a poesia para reencontrar os pedaços que deixei por aí...