Friday, 6 November 2009

o mundo continua suspenso, em um vento paralelo que não sei onde fica, as curvas que os meus olhos enxergam são outras.

as pessoas seguem sumindo ao passo que meu medo cresce e sim, as vozes retornaram! atormentando, arrancando cada pedaço meu e depositando em um lado ainda mais obscuro, mais ferido. e tudo o que enxergo é dor. dor e medo.

mas algo assim me conforta, já que o mundo some, as feridas também. nem que seja por algumas horas e depois, o retorno à realidade. isso sempre foi e será triste, não?

3 comments:

Paulo Olmedo said...

Bonzinho. Pode melhorar (basta seguir aquelas dicas q eu te dou :P).

Agora um dúvida (séria): Por que tu usa o masculino nos teus versos?

Freak said...

não entendi a pergunta. vai ver é por isso que o que escrevo não presta. ahsuiahsa

Paulo Olmedo said...

ou tu corrigiu ou eu tô louco, mas eu tinha visto um "atormentado" ali onde agora está "atormentaNdo"... o.O