Saturday, 8 August 2009

Sinto um frio ímpar na espinha quando teu olhar atravessa o meu olhar. E o mais estranho é que penso no mundo e logo concluo: ao teu lado, o mundo some.

No comments: