Wednesday, 29 July 2009

a poesia respalda
cada grito do meu coração partido
sem te ver, sem ter sentido
os teus olhos na hora que se esvaem

porque o lirismo aceita
cada minuto que parecem anos
cada canção que parecem ruídos
todo riso com gosto de pranto

só a poesia supera
o vazio momentâneo
o vazio que me degenera
quando eu não estou contigo

1 comment:

Lorenzo Tozzi said...

há, então o oposto? haveria um pranto com gosto de riso?

*: