Sunday, 1 March 2009

Seja um escritor em poucos minutos...

Os instrumentos de escritores (que quase nunca se dão por conta de serem aquilo que são) estão muito além do computador, da caneta ou o bloquinho de papel. Anote no seu manual de como ser escritor (será inútil pois é um dom e se você não tem, I'm sorry baby): depois do equipamento tecnológico ou rústico para o armazenamento das palavras que têm por intuito formarem algo criativo você precisa virar os olhos para dentro de si e enxergar tudo o que conseguir. Ou olhar para quem está do teu lado e colocar teus olhos dentro dessa pessoa. É antropologia pura, é observação, é tédio e caos o tempo todo. Será por essa razão que nem todo mundo queira entregar-se aos prazeres da caneta Bic? Ahhh é tão difícil! É árduo, não? É divino e sofrível aguentar a pressão, aguentar a reforma do português, suportar as causas/efeitos do fazer e escrever.  

Tolos e covardes aqueles que desistem do seu prazer de escrever! Não enfrentam a dor, nosso mal do século como uma dádiva advinda do deus cyber chamado  Technólogus que cada vez nos distancia mais ao nos aproximar!

Ahhh como me perco ao escrever sobre o que é escrever, a ensaiar pelo que não tem necessidade de ser ensaiado pois a própria vida é verso inacabado, é música esperando o solo da guitarra. É, a vida é isso! E o escritor? Ser inacabado tal qual a vida, mas ele sabe... ahh só ele sabe onde que vai ficar o ponto final!

No comments: