Monday, 16 March 2009

E quando sair de mim, não faça barulho. Eu tento te manter aqui na ponta dos meus dedos, enquanto escorro o meu querer e o meu sofrer pela tua pele branca e macia. Sim, eu continuo aqui, por e para ti, mas pareces não querer ou não conseguir me enxergar. Eu te olho bem dentro do teu olho e sabes que sinto medo também. E somos assim dois medrosos no mundo, ou  o que? 

Eu queria sentir aquelas coisas todas da noite passada, mas não apenas no plano do desejar, do almejar e clamar, gritar por!!! Não, não! Eu simplesmente quero! 




Deixa? 

1 comment:

Mr. Rickes said...

E depois eu que sou o erotico do grupo.
heaheaheaheaheaheahhea
Muito massa!
Digno de fazer meu pensamento delirar em outros sentidos, além do real.

0/