Tuesday, 17 March 2009

Tenho tantas coisas minhas em ti. Tantas palavras que pensei em dizer, mas foram proferidas pela tua boca. Tantos poemas que pensei em escrever, mas foram teus dedos que traçaram os versos no papel. Tantas paisagens que um dia sonhei encontrar, mas só teus olhos fotografaram-nas. Tantas e tantas coisas... mas tenho algo aqui e que é meu... a imagem dos teus detalhes, não te perco de vista um minuto sequer. Te estudo como quem abre um livro, meço tudo o que sinto, mas nada divido, só acumulo. Tenho uma ânsia tão grande, mas tão grande de te fazer ciente. Não, não. Minha ânsia é de saber que sabes mas saber que tu também desejas... olhar do lado daí. Pra cá.

No comments: