Monday, 2 March 2009

...se choro, se tenho vontade de gritar não é unicamente a solidão e sim a incapacidade de sentir qualquer coisa nesse momento e tudo aquilo que sinto por ti (e é de verdade) tenho medo então eu saio de cena...

5 comments:

César said...

Não saia jamais de cena, pois faltarão versos na estrofe do poema.

Everton "Merlin" Soares said...

(para enfatizar o amigo acima)

Feliz dos que escrevem
Nessa horda de insensatos,
E os poetas nessas horas devem
Varrer da terra esses insidiosos ratos.

Gostei do post, e quanto a nunca ter lido Bukowski, teus problemas serão resolvidos em breve.

Leonardo said...

Seria esse o "medo do medo do medo"? Seria sair de cena uma solução (espero que não)?

César said...

Sair de cena também implica em apagar as luzes... :)

Freak said...

Apagar a luz? Não... chega de escuridão nessa vida!