Wednesday, 11 February 2009

E ao som de uma música qualquer, vamos girando, girando, a ponta dos meus pés sobre os teus pés, sim, eu quero ser guiada. E se meus olhos se fixam demais na tua boca talvez o único motivo para isso seja que teus lábios clamam por um beijo e nessa altura do campeonato, honey, não importa se me permites ou não. Eu te selo. Me olhas meio atônito, meio surpreso, meio absorto. E tu então sorris. E eu devolvo o sorriso. E então, torno a encostar a tua boca. Não para selar, e sim para mergulhar, profundamente. 

Hoje eu decidi que vou dormir e acordar só fantasiando momentos assim. Porque agora é o momento de maior importância. Não vês que haviam tirado a poesia de mim? Pois tu estás aqui para me devolver a minha razão de viver! É esse o teu propósito menino!

Então gira-me um pouco mais, antes que a música acabe e o relógio desperte.

1 comment:

Mr. Rickes said...

Já ouço a música só falta me olhar nos olhos!!!

Muito bom!

Sú (tri intimo) obrigado por alegrar meus olhos e coração todos os dias com novas surpresas.

0/