Tuesday, 6 January 2009

Olhos implicantes

Não sei por que
Teus pequenos olhos
Puxados e implicantes
Insistem em me fazer
Querer fazer poesia

É a canção que emana
De cada fio do teu cabelo
Que tem cheiro de lembrança
Tem tudo o que me encanta

E não peço nada além do teu silêncio
Nada além do teu sorriso
Nada além do que o olhar tímido
Nada além do teu pé batendo no meu

Quando te olho
A única coisa que enxergo é sonho
É doçura e desejo
Num misto de abraço bom
Com saudade passageira...

2 comments:

García said...

!

García said...

Obrigado.
Achei nos relacionados do Giliard se bem me lembro. Há alguns dias...
e gostei bastante ;)