Sunday, 6 February 2011

Um devaneio perdido não causa surpresa

Reconheço que, em grande parte do tempo, ignoro todas as coisas e seus respectivos significados. As leis da vida existem e provam assim, insistentes, sua aplicação às coisas do mundo. Mas meu coração fraqueja demais, demais. Não quer aceitar, não quer viver assim. Quer se consumir e talvez seja essa a "forma correta". Mas o medo é mais forte do que a coragem pra pensar. Medo que a música acabe. Medo que a rotina acabe. Medo que o sonho desmaie.

No comments: