Sunday, 23 May 2010

Não escrevo, nem incorro em erro. Sou a solidão na medida certa, ao lado do silêncio que me agrada estar.

Quanto menos escrevo, mais sei que feliz estou.

2 comments:

Paulo Olmedo said...

tá meio contraditório este teu primeiro verso huahuauhahua
mas tu é nova e te recupera ainda :D

Phyhernandes said...

Eu gosto de contradições.
:)