Thursday, 4 March 2010

Quando te ausentas
A chuva aumenta, causa enchente
O chuveiro queima, o arroz fica salgado, o mofo sobe às paredes.

Quando te ausentas
A minha roupa não serve
O ônibus atrasa
O sapato aperta

Quando te ausentas
Pago juros absurdos no cartão de crédito
Brigo com quem me rodeia
Adoço demais o café

Quando te ausentas
O mundo todo parece assim
Rodar do avesso, perder o eixo
Só porque estás longe de mim.

1 comment:

Phyhernandes said...

Sei bem o que é um amor ausente.
:)