Monday, 5 October 2009

Ah o paraíso!

Se eu pudesse descrevê-lo,
em textura e cheiro
teria perfume do teu cabelo
e a lisura que o mesmo afago

(...)

3 comments:

Ian Lehmann said...

coisa boa...

Phyhernandes said...

É o paraíso... Tão simples, tão intenso como único beijo.
Muito legal!

Delírios Cotidianos said...

Mas como descrever tal deslumbramento
Se nem ao menos sei quem sou
Em passou lentos eu sei que vou
Ao sofrimento, e seu sublime advento.



Adorei o escrito, ando com esses questionamentos sobre o onírico também.