Monday, 31 August 2009

te amar me assusta mas não por todos os riscos triviais do amor
todos os medos, angústias, draminhas e saudades. não!
te amar me assusta porque eu não queria crer.
assim como um ateu não crê em Deus. (e passa a vê-lo!)
e hoje eu amo. e me falta tanto o que dizer, que silencio.

talvez reze mais tarde.

3 comments:

SooZ said...

Bravo!!

Jaime A. said...

O amor "provoca" poemas tensos, lindos, contidos também. Gostei muito!

Freak said...

o amor é um troço esquisito. mas eu gosto. ahsuiahsui