Friday, 3 July 2009

A quantidade de feridas que carrego é inversamente proporcional à quantidade de vidros de Merthiolate que a vida me dá para curá-las.

1 comment:

Juliana said...

Só que hoje, não dói mais como antes!