Saturday, 4 April 2009

(A)feição

Eu queria ser perfeita
A que vem pronta,
sob medida
uma doce encomenda

Mas a mim tu rejeitas
E entre canções desafinadas
Ninguém me enxerga
Ninguém me aceita

Catártico segues pela estrada
Recitando sonetos, perdido
Morri assim voando na madrugada
Dói tanto coração partido (estavas)

E mudo o tempo inteiro
Inteiramente modificada estou
Meu amor calou-se mas ainda
Está em desespero
Pelas gotas do que sobrou

Minha morada recobro
Meu consciente de repente
atina
Para alcançar tua testa eu me dobro
Eu te beijo e em seguida continuo
Sozinha a minha sina.

No comments: