Friday, 13 March 2009

E sinto que me marcastes profundamente. Mas não com um fogo ardente de outrora, mas com uma calma, uma leveza, uma suavidade... teus traços, teu rosto, teu escrever já não me causa mais agonia. Me deixa comedida em um canto, pronta pelo momento certo de te estender a mão.

No comments: