Sunday, 15 March 2009

e podes vir, te jogando assim por cima de mim, embaixo do meu lençol deixando com que tua mão passe por aqui e por ali tão sutilmente que eu confunda com alguma peça da minha roupa e que sendo arrancada me mata de desejo... eu tenho a tua unha cravada na minha carne e isso, ah só por isso eu sou capaz de sorrir agora, porque tu me despertas instintos, os mais genuínos possíveis. Dá-me o vinho direto na boca para que eu beba de todos os prazeres mundanos possíveis e imagináveis. me fascina, me desbrava, me invade sem pedir licença. tu, eu deixo.

3 comments:

Mr. Rickes said...

VAI QUE É TUA ... 0/

Freak said...
This comment has been removed by the author.
Ana Matias said...

Vai enxergar sim! Pode ter certeza!
"Dá-me o vinho direto na boca para que eu beba de todos os prazeres mundanos possíveis e imagináveis(...)"
A-D-O-R-E-I essa parte!! Muito lindo teu texto!!
Boa sorte moça!!
Beijokas!