Tuesday, 20 January 2009

A rapidez na noite

A noite traz consigo, além da escuridão singular, o ar rarefeito que faz com que esse sentimento de pressão aumente. 

Eu te olho todos os dias e sempre penso que hoje poderia ter feito diferente. Mas eu não consegui. Novamente me afastei, fiquei aqui no meu mundo... eu nem conheço direito a pessoa mais valiosa da minha vida.

Me perdoarás um dia? Perdoa... ah me perdoa. Ninguém pode dar aquilo que não tem. E é por isso que me perco tanto na tentativa de te encontrar.

2 comments:

L. Kerr said...

Uau!

A noite inspirando e pirando a todos!

Adoro passar por aqui! Tu é demais! Escreve de uma maneira singular carregada por plurais.. uihauihauha.. não, não sei muito bem o que quis dizer com isso. hahaha

Enfim, sou teu fã. Me avisa qd for no Jô!

Beijos!

Freak said...

Ahh tá! Como se tu não escrevesse bem! Sou tua fã tbém!