Friday, 30 January 2009

(Bio) gráfico (?)

Ah esses traços perto dos teus olhos... (será que eu nunca vou cansar de falar nos teus olhos?) Esses mesmos aí, fazendo risquinhos. Mostrando os caminhos trilhados. E divagas inoperante, divagas inconsciente por um mundo que eu acho melhor nem saber qual é. 

Inspiras.

Expiras.

(me) Inspiras.

E pego os fios do teu cabelo, e faço movimentos circulares. Esquerda, direita, esquerda, direita. De tão fininhos, enredam-se, ahh não posso te acordar. Então vou desfazendo a bagunça que fiz devagarinho, executando um trabalho cheio de minúcias, de detalhes. Fiozinho pra lá, fiozinho pra cá, ih, deu nó, ele vai acordar.

Abres os olhos piscando frenético (o mesmo jeito daquela manhã na qual dormias em quarto semi-iluminado e eu pensei tanta coisa à beira daquela cama) e tu sorris tão...tão não-sei-como-dizer. E com o teu polegar e indicador,  tu dás um beliscão no meu nariz. E é claro que me ponho a sorrir também. Sincronia... sintonia...

Alisas o meu cabelo. E eu te olho no fundo do olho. E dormes novamente, pra que do teu sono eu extraia todo o meu sonho. 

4 comments:

Mr. Rickes said...

Os olhos realmente são uma grande inspiração. adoro olhos mesmo tendo como preferencia a volumosa, misteriosa e profana: boca. As vezes me pego fazendo tudo que foi descrito. Pena que são só sonhos! Sonhos que me deixam sem folego a qualquer hora do dia. Sonhos que me roubam sorrisos bobos; pelas ruas ou no meio do trabalho. Sonhos que me encorajam a acordar e sonhar novamente.
0/

Mr. Rickes said...

Não precisa agradecer, você escreve muito bem!
Acabei de postar um nesse exato momento.
Bom Findi!
0/

Leandro Kerr said...

Tu tá que tá , hein ?!

Quero um autógrafo antes que a fama suba para cabeça.. uiahiauhuiahiua.. Ah, darei meu depoimento no "quenta coração" ! hahahaha

demais!

Rody Cáceres said...

fico curioso para ver os olhos do muso...ehehe parabéns pela capacidade de expressar sentimentos...