Sunday, 17 February 2013

Fúria #1

A chuva cai violentamente durante uns 5 minutos. É como se precisasse apenas disso, esse grito estridente em telhados e asfaltos, para se acalmar e voltar a ser vapor novamente. A vida se mede por esses intervalos de fúria, em que chovemos para escoar o peso das coisas não resolvidas. Depois, que tudo siga do jeito linear, planície de sempre.

2 comments:

Ian Lehmann said...

"lá fora o céu cinza desaba
e grita sua raiva trovejando
e pune e salva, despejando
sobre nós sua fúria e lágrima"

F! said...

oh!