Tuesday, 18 August 2009

às vezes procuro as palavras mas elas somem do meu alcance. são tantas todas elas que eu me perco, me confundo. sei que minhas rimas são fracas e pobres. amor rimando com dor, paixão rimando com coração, felicidade rimando com saudade.
mas a verdade de tudo isso é que qualquer palavra que eu escolhesse para descrever o que sinto seria profanar esse sentimento que há muito não me invadia. e eu nem sabia mais como era ser invadida, devastada. não sabia como era pisar nas nuvens sem cair. não sabia como era entrar no mar sem ser engolida pelos tubarões. falar do que sinto agora? não posso rimar, não posso escrever, tudo me falta pra explicar.
que seja doce...que seja meloso, que seja idiota que seja até ridículo. só não posso parar.

No comments: