Thursday, 9 July 2009

verbo de minhas frases perdidas
fruto da paixão estendida
verso que nunca acaba na próxima estrofe
graça suprema dessa vida

limite da minha fronteira
que eu jamais havia conhecido
entre o eterno e o perene
és tu quem dormes enaltecido

No comments: