Monday, 8 June 2009

Sendo assim, eu sou o que nunca fui.

tudo o que eu pensei em ser e em vir a ser, nada é, tudo foi.

mas fostes tu quem era aquele que me quis assim?

assim de que jeito?

assim sendo quem deveria ser. e que não foi.

já era.

2 comments:

Mel said...

Que saudades de passar aqui e ler teus escritos poeticos e emocionantes. Andava meio ocupada! Beijoss!

Mr. Rickes said...

Já nem tenho palavras para elogiar teus escritos. Só me resta dizer que estas muito relapsa com os teus leitores.
Bjus