Wednesday, 18 March 2009

E quero tanto que um dia, um único dia (assim como tu és o único), que esses versos todos rasguem a tua pele com toda a violência, a fim de que tu internalizes o meu querer literário, literalmente...

No comments: