Sunday, 8 March 2009

Busca

Nos teus olhos eu vejo obviedades jamais vistas em qualquer outra parte do mundo.

Há quem diga que ando suspirando demais, há quem tenha certeza que os versos de agora são teus e não daquele outro que me chateou. Há quem diga que sabe por telepatia que meu coração habitas. Não sei exatamente, só sei que não me preocupo mais com as convenções do mundo. Eu quero... as tuas obviedades, a tua palavra, a tua poesia, a tua abstração, quero o teu piscar de olhos, quero o teu mal humor, quero o teu bom humor, quero teu sorriso, quero o teu cenho franzido. E se isso me custar ser um pouquinho mais prudente, algo haverá de ter valido a pena.


1 comment:

Mel said...

"Há quem diga que ando suspirando demais..."

Suspirar é tão prazeroso!
Beijão...