Tuesday, 27 January 2009

Se por acaso um dia, você passasse a doer menos aqui debaixo da minha pele, o que eu passaria a ser?
Se por acaso um dia eu parasse de sentir o teu perfume em todo e cada espaço metafísico, metafórico, metade... o que eu passaria a sentir?
Se um dia eu jogasse o gosto do teu beijo fora... seria eu capaz de sorrir?


Notinha rápida: Mais de 100 visitas! Obrigada aos amigos brasileiros que têm lido o blog! And a special thanks to the foreign blog's readers!

1 comment:

L. Kerr said...

Um sucesso!

Isso ai !

Um brinde as nossas loucuras !

:D