Sunday, 28 December 2008

Práticas da depressão quando tudo tem tudo pra ser tudo

Hoje acordei estrela. Não foi bem um acordar, foi como se durante um sonho, alguém me beliscasse e me trouxesse à realidade novamente... (gente ruim).

Passei a sentir-me o céu inteiro, com nuvens nubladas, alguns trovões e chuva intensa. Quem olha não gosta nem um pouco do que vê, mas é assim que se faz quando estamos felizes, felizes, felizes demais. Tem que chover.

Não, não fostes tu! Não foram os que passaram e eu quis que ficassem, não foi os que ficaram e eu implorei para que fossem, tampouco foram os que apenas sonhei e não encontrei.

Foi porque é assim que se faz quando se está muito, muito, muito sabe-se lá como. E eu volto àquela conhecida concha das poesias que sempre acaba me fechando.

É só uma prática da depressão em dia de sol. Para que eu nunca me esqueça que ela está a todo tempo, querendo voltar.

1 comment:

Giliard said...

É a catarse dos dias chuvosos que se faz presente.